A falta de informação é uma das coisas que atrapalham a vida das pessoas, especialmente quando falamos de assuntos constrangedores e tidos como tabus.
A incontinência urinária pode ser um deles. E tem algumas coisas que a gente acha que sabe a respeito do assunto, mas quando vamos pesquisar a fundo, vemos que não é bem assim.
Conheça abaixo 6 mitos relacionados à incontinência urinária e saiba quais são as verdades sobre eles:

1. Quanto menos eu beber, menos xixi vai escapar? Mito.

Mito. Na verdade, isso pode piorar a situação de quem tem incontinência urinária. Parar de ingerir líquidos deixa a urina mais concentrada, o que pode causar irritação na bexiga.
O que faz sentido, isso sim, é não beber água antes de dormir e distribuir o volume de líquido ingerido ao longo do dia. Isso vai manter a urina diluída e contribuir para a saúde urinária de maneira geral.
Também é recomendado reduzir a ingestão de cafeína, refrigerante e sucos cítricos.

2. Quem faz parto natural tem mais chance de ter incontinência? Mito.

Muitas mulheres chegam a preferir o parto cesariano para evitar dores, alargamento vaginal e outras consequências, como um suposto risco de o xixi começar a escapar.
Mas a mulher que faz parto natural pode ter incontinência urinária assim como qualquer outra. Em vez de fazer uma cirurgia, muitas vezes desnecessária, para o nascimento do filho, a gestante pode apostar em exercícios pélvicos que vão deixar a musculatura mais forte para o parto natural e evitar, assim, futuros problemas, como a incontinência urinária.

3. Incontinência é coisa só de mulheres? Mito.

A verdade é que os homens também enfrentam esse problema, especialmente os que apresentam problemas na próstata.

4. Incontinência é coisa de idoso? Mito.

Incontinência urinária não é uma condição exclusiva de idosos. Um bom exemplo é a atriz britânica Kate Winslet, aquela do filme Titanic, que reconheceu publicamente que o xixi dela também escapa de vez em quando. Ela tem 42 anos.

5. Excesso de peso tem a ver com incontinência? Verdade.

A incontinência urinária pode envolver outros fatores. Um deles é o excesso de peso. Ter uma dieta balanceada e eliminar o excesso de gordura no corpo ajudam você a se livrar desse incômodo.

6. Operar é o único jeito de curar? Mito.

A cirurgia é um dos tratamentos possíveis, especialmente nos casos de incontinência urinária por esforço, mas só faz sentido recorrer a ela se outros métodos falharem.
Antes de pensar em operar, é possível perder peso, parar de fumar, melhorar a dieta, fazer exercícios perineais ou tomar remédios, entre outras providências. Lembre-se de consultar um(a) especialista antes de seguir adiante com qualquer tratamento.

(Fonte: Centro de Urologia do México e Dra. Carla Maita).

Viva com mais liberdade e segurança

Compre agora