A incontinência urinária pode levar a algumas situações incômodas. Mas é possível, sim, contorná-las em busca de sensação de segurança, conforto e tranquilidade.
O bem-estar pode fazer toda a diferença no cotidiano de quem tem incontinência urinária e é mais fácil de se alcançar do que se imagina.
Preparamos sete dicas para que você se sinta cada vez mais confiante e não deixe de fazer nada do que gosta por causa dessa condição. Confira:

1. Evite excesso de líquido antes de dormir

A incontinência urinária não pode servir de pretexto para não beber água. Porque se você fizer isso a urina vai ficar muito concentrada, o que pode causar até uma infecção urinária.
No entanto, vale a pena evitar beber muita água antes de dormir. O momento de jantar pode ser, por exemplo, o horário máximo para ingerir qualquer tipo de líquido. Depois disso, não beba mais nada. Isso deve evitar o escape de urina durante a noite.

2.Evite deixar a bexiga ficar muito cheia

Se você segurar o xixi por muito tempo, a bexiga enche e aumenta o risco do xixi escapar caso você espirre, tussa ou dê uma gargalhada, entre outras situações. Por isso, é importante ir regularmente ao banheiro, mesmo se a vontade de urinar ainda não esteja tão grande.

3. Faça exercícios pélvicos regularmente

Com o passar do tempo, nossos músculos tendem a ficar mais flácidos, é da natureza. Por isso é importante praticar exercícios físicos. No caso da incontinência urinária, essa lógica faz todo sentido.
O controle da saída do xixi é feito pela musculatura pélvica, aquela que recobre a pelve, ou seja, a cavidade óssea da bacia. Se esse músculo fica fraco, nós perdemos a capacidade de controlar quando o xixi deve ou não sair. Felizmente, existem vários exercícios que podem ser feitos em casa e no trabalho. Confira AQUI.

4. Mantenha seu médico informado

Tanto mulheres quanto homens podem sofrer de incontinência urinária. O problema é mais comum entre mulheres. Portanto, o ideal é aproveitar a consulta ao ginecologista para relatar qualquer caso de escape de xixi.
No caso dos homens, a dica é visitar o urologista se perceber qualquer escape de urina. Independentemente do gênero, quanto antes começar o tratamento, maior a chance de cura sem precisar de cirurgia.

Viva com mais liberdade e segurança

Compre agora

5. Fale abertamente sobre o assunto

Você já reparou que, cada vez que falamos sobre um problema nosso, aparece alguém que diz “poxa, eu sei bem como é isso” e se anima a contar seus casos também? Quando isso acontece, as duas pessoas ganham. Primeiro, porque uma vai aprender com a outra maneiras de lidar com o assunto. Segundo, porque quando percebemos que o problema não é só nosso, normalmente ficamos menos complexados e traumatizados.

6. Cuide bem da sua alimentação

Comer mal não causa apenas excesso de peso e problemas no aparelho digestivo. A alimentação é a base da nossa saúde. Dela depende o bom funcionamento do organismo como um todo. Isso vale também para a incontinência urinária.
Excesso de café pode fazer mal, de refrigerante e chá também. Resumidamente, tudo que contém cafeína deve ser consumido com moderação, porque cafeína é diurético, quer dizer, aumenta a vontade de fazer xixi. Mas há outras dicas, que você pode conferir AQUI.

7. Evite mudar a rotina

Se você fizer pequenas adequações, como usar roupa íntima diariamente e não deixar que a bexiga fique muito cheia, você vai conseguir manter seus hábitos, atividades e encontros.